O Paraíso e a Serpente chega ao catálogo da Netflix
02.04.2021
postado por Thaíne
Após tanta espera, finalmente O Paraíso e a Serpente chegou ao catálogo da Netflix. A minissérie que é estrelada por Jenna Coleman, Tahar Rahim, Billy Howle e Ellie Bamber, foi lançada como The Serpent primeiramente em janeiro, no Reino Unido, na BBC One, se tornando o título mais assistido da plataforma de streaming, BBC iPlayer, com mais de 31 milhões de streams, sendo o episódio 8 um dos mais assistidos com 6.7 milhões (contagem até o dia 23 de fevereiro).

A minissérie baseada em fatos reais, conta a história de Charles Sobhraj (Rahim), um criminoso que se tornou na década de 70 o mais procurado pela Interpol. Ao lado de sua namorada Marie-Andrée Lecler (Coleman), Sobhraj cometeu uma série de crimes desde tráfico de pedras preciosas a assassinatos.

Clique aqui para assistir à minissérie de 8 episódios e não deixe de recomendar.

Vogue britânica divulga bastidores da preparação de Jenna Coleman para o desfile da Dior
17.06.2021
postado por Thaíne
Na tarde de hoje, direto do Estádio Panatenaico localizado na cidade de Atenas, a Dior apresentou a sua coleção Cruise 2022 inspirada na Grécia antiga que contou com várias personalidades. Jenna Coleman foi uma das convidadas para participar do evento que, não podendo comparecer presencialmente, assistiu ao desfile direto do hotel londrino Claridges, onde também falou com a Vogue britânica sobre moda.

Confira as fotos da atriz realizadas pela fotógrafa Amber Dixon e a tradução da entrevista abaixo:

Faltam 10 minutos para o desfile Dior Cruise 2022 e Jenna Coleman é cercada por coisas efêmeras da Dior na suíte Mayfair no Claridges. “É claro que não estamos prontos”, ela ri ao telefone. “É aquela loucura clássica.”

Mas Coleman não está se vestindo para um desfile de moda normal. Precisamente às 19h30, a atriz, junto com os outros amigos da casa que não podem viajar, irá sintonizar uma transmissão ao vivo do mais recente trabalho espetacular de Maria Grazia Chiuri no Estádio Panatenaico na Grécia. O tributo da diretora criativa à excelência helênica e ao local requintado parecerá ainda mais transportador do quarto de hotel Art Déco rosa de Jenna, onde ela marcará seus looks favoritos sentada em uma cadeira.

Coleman, uma seguidora de longa data da Dior que foi vestida pela marca para seu primeiro grande evento como uma estrela em ascensão de Doctor Who, escolheu um terno xadrez creme para seu momento de ligar-se a Atenas. Ela juntou a alfaiataria arquetípica da marca com maquiagem escura e pesada nos olhos — uma homenagem à resistência que ela tanto admira no mandato de Maria Grazia na Dior. “Adoro a sua exploração do que é ser mulher”, explica Jenna. “Sua narrativa por meio de roupas, política, arte e música sempre parece muito atemporal.”

Há muito na nova coleção para Coleman amar. Depois de se apaixonar pela mitologia sombria no centro da temporada outono/inverno 2021 da Dior e o simbolismo da alta-costura primavera/verão 2021 com tema de tarô, os vestidos gregos de conto de fadas de Chiuri e as túnicas da deusa atendem a muitos requisitos. “Eu gosto de coisas que são sombriamente românticas, mas com um toque especial”, afirma a atriz de O Paraíso e a Serpente. “Um lindo vestido com um tipo de armadura…”

Esses atritos lembram a atriz nascida em Blackpool as facetas de que ela gosta ao moldar um personagem. “São as contradições que acho interessantes”, ela pondera. Veremos Jenna usando um vestido Dior etéreo com fivelas para a divulgação de seus próximos projetos, um pequeno papel na tela em The Sandman e outro no filme independente Klokkenluider? Talvez com um par de tênis novos DAD Trainer da Dior para dar a ela o “chute” que ela sempre busca? “Eu sinto que perdi todo o senso de qual é o meu estilo no lockdown”, ela oferece. Como uma das atrizes mais amadas da Grã-Bretanha compartilha fotos de si mesma tendo um motim em sua suíte de hotel rosa, não pode haver dúvida de que ela está no caminho certo. Jenna incorpora tudo o que uma mulher Dior é.

Jenna Coleman é confirmada como Johanna Constantine na série Sandman
26.05.2021
postado por Thaíne
Na manhã de hoje (26), através de suas redes sociais, a Netflix divulgou mais 12 nomes que estarão na série Sandman, adaptação dos quadrinhos de Neil Gaiman. Como supomos há alguns meses, Jenna Coleman foi confirmada no elenco para interpretar Johanna Constantine, ancestral de John Constantine.

No blog da Netflix, Gaiman detalhou a personagem e o motivo de ter escalado Jenna:

JOHANNA CONSTANTINE — aventureira ocultista do século 18, tataravó de John Constantine. Essa personagem de Sandman se tornou tão popular que ela até teve um spin-off. Eu a criei para preencher o papel que John Constantine desempenhou no passado. Quando interrompemos a primeira temporada, já que sabíamos que encontraríamos Johanna no passado, nos perguntamos o que aconteceria se encontrássemos uma versão dela no presente também. Nós tentamos e o roteiro era mais brilhante, mais vigoroso e, de certa forma, ainda mais divertido. Então, tendo escrito ela, nós apenas tivemos que escalá-la. Jenna Coleman (ela/dela) nos deu a Johanna dos nossos sonhos — difícil, brilhante, traiçoeira, mal-assombrada e provavelmente condenada.

A série conta com Allan Heinberg como o showrunner, Neil Gaiman e David S. Goyer como produtores executivos. A primeira temporada contará com 11 episódios.

Jenna Coleman irá estrelar e produzir a série dramática The War Rooms
28.04.2021
postado por Thaíne
Ontem (27), o site Deadline divulgou que além de Jenna Coleman protagonizar a série da ITV, The War Rooms, ela também será a produtora executiva ao lado de Simon Mirren e David Chidlow.

O drama é a história não contada das mulheres que trabalharam no bunker secreto de Winston Churchill em Whitehall durante a Segunda Guerra Mundial. The War Rooms é baseada na história da vida real de Joan Bright (Coleman), que, profissionalmente, atuou como secretária no início da Segunda Guerra Mundial, e, posteriormente, serviu como oficial administrativa em conferências de guerra e pós-guerra. Na vida pessoal, ela namorou o autor de James Bond, Ian Fleming, e foi considerada uma das inspirações por trás da personagem Miss Moneypenny.

Em um comunicado oficial, Jenna falou sobre estar animada com o novo projeto: “Joan Bright nunca levaria uma vida convencional — uma jovem que viveu seus dias de guerra sob o segredo oficial, disfarçada e clandestina nas salas de guerra. Essa história é atraente não apenas por sua mente única e liberal, espírito irônico e curiosidade de viver, mas pela oportunidade de examinar esse período infinitamente fascinante da época através de lentes íntimas e humanas. A intimidade e a proximidade de dias e noites vividas nesse pequeno espaço, os portadores da verdade em meio ao esquecimento da propaganda acima. A beleza e fragilidade da conexão humana ao viver uma época em que ninguém sabe o que o amanhã trará. Estou muito animada para descobrir essas vidas ocultas e em um momento em que parece tão chocantemente relevante agora.”

Os produtores David Parfitt e Jamie Carmichael falaram sobre ter a Jenna na produção: “Jenna é uma das atrizes mais amadas e elogiadas do Reino Unido, cuja carreira a viu constantemente se expandir e se redefinir. Como nossa atriz principal e produtora executiva, ela tem sido fundamental para dar vida a The War Rooms.”

A série é criada por David Chidlow e é uma coprodução entre a Atlantic Nomad e a Trademark Films. O Imperial War Museum se juntará para consultoria.

Cada temporada cobrirá 12-18 meses da Segunda Guerra Mundial.