Arquivo de 'Klokkenluider'



Jenna Coleman comparece a premiere de Klokkenluider durante o Festival de Cinema de Londres
09.10.2022
postado por JCBR
Na tarde de ontem (8), Jenna Coleman compareceu junto com Savannah Power, Sura Dohnke, Neil Maskell, Roger Evans, Amit Shah, Stephanie Aspin e Helen Simmons ao Festival de Cinema de Londres para a primiere mundial de Klokkenluider.

O longa de comédia ácida, gira em torno de um denunciante do governo que se vê obrigado a se esconder em uma casa remota junto com sua esposa, acompanhados por dois guarda-costas. Flo (Coleman), uma jornalista boca suja, é enviada para saber mais sobre a história a fim de divulgar a história.

O longa recebeu suas primeiras críticas em sua maioria positivas e destacando a atuação de Jenna.

Sem mais delongas, clique nas miniaturas abaixo e confira todas as fotos da atriz no evento:

Jenna Coleman fala sobre como foi filmar Klokkenluider durante o lockdown
07.10.2022
postado por JCBR
Faltando poucos dias para o lançamento de Klokkenluider no Festival de Cinema de Londres, Jenna Coleman conversou com o The Hollywood Reporter sobre estar de volta as telonas e querer fazer parte de mais produções independentes, e como foi trabalhar no longa durante o lockdown. A atriz também comentou sobre a possibilidade de ter um spin-off de Johanna Constantine após o sucesso de The Sandman, e diz estar animada por Ncuti Gatwa assumir o papel de Doctor nas próximas temporadas de Doctor Who. Sem mais delongas, confira a tradução completa da entrevista:

Apesar de uma carreira em rápido crescimento na TV após sua estreia há uma década em Doctor Who, a estrela britânica conseguiu seu primeiro papel significativo na tela grande na estreia de Neil Maskell como diretor em sua comédia ácida, tendo sua estreia mundial no BFI London Film Festival.

O tão esperado The Sandman da Netflix – baseado na muito amada série de quadrinhos de Neil Gaiman – provou ser um sucesso para o streamer, acumulando um bilhão de minutos de visualização e chegando ao topo de suas próprias paradas apenas três dias após seu lançamento em agosto. A série também conseguiu encantar críticos e fãs, elogiada por seu mundo de fantasia luxuoso e pela profundidade emocional de seus personagens.

Uma quantidade significativa do barulho se concentrou em Johanna Constantine, de Jenna Coleman, a detetive ocultista com uma propensão a exorcismos que a atriz interpreta em duas iterações: uma baseada nos dias modernos (efetivamente uma versão de gênero do super-herói da DC John Constantine), a outra, sua ancestral idêntica do século XVIII. Embora ela tenha aparecido apenas em alguns episódios, não demorou muito para que houvesse pedidos para que ela recebesse sua própria série spin-off.

Coleman não estava por perto para se banhar na glória, no entanto, tendo passado os últimos meses caminhando por várias partes da América do Norte filmando Wilderness, a história de amor em série limitada da Amazon Prime da diretora So Yong Kim, na qual ela estrela ao lado de Oliver Jackson-Cohen. E tendo finalmente terminado as gravações no Grand Canyon no final de setembro, Coleman está de volta ao Reino Unido para a estreia mundial de um projeto totalmente diferente, a estreia na direção do ator Neil Maskell, Klokkenluider.

Um thriller sombriamente cômico, produzido por Ben Wheatley, sobre um infeliz denunciante do governo e sua parceira enviado para se esconder em uma remota cabana belga (“klokkenluider” é holandês para “denunciante”), o filme está recebendo sua primeira avaliação no BFI London Film Festival em 8 de outubro. Klokkenluider também marca o primeiro grande papel no cinema para Coleman após uma década de uma extraordinária ascensão nas telonas após seu grande avanço como a companion de Doctor Who Clara Oswald em 2012.

Falando ao The Hollywood Reporter, Coleman discute filmar Klokkenluider no lockdown (enquanto morava em uma casa grande e mandava pessoas para fazer suas compras), o entusiasmo de Gaiman por ver mais de sua Johanna Constantine na tela e se o apoio público para sua personagem foi ou não a razão da Warner Bros finalmente anunciar sua tão esperada sequência de Constantine, estrelada por Keanu Reeves.

Você deve estar encantada com a reação a The Sandman e, em particular, sua personagem Johanna Constantine.
Estou tão emocionada. Obviamente, foi um daqueles shows que é tão difícil de adaptar e é por isso que levou 30 anos para ser feito. Eu consegui ir para a Comic-Con e sair com Neil e todos lá e ver o trailer pela primeira vez, então ver toda a imaginação de Gaiman e ver seu mundo retratado cinematicamente, foi realmente emocionante. E eu sinto que teve uma ótima reação entre os fãs, bem como os críticos.

Você já teve a chance de assistir você mesmo?
Ainda não vi! Wilderness tem sido um daqueles shows tão intensos que eu não consigo assistir nada há muito tempo. Foram horas loucas e muitas viagens. Mas todo mundo parece adorar!

Você já ouviu todos os pedidos para uma série spin-off de Johanna Constantine?
Eu ouvi, do próprio Neil! Uma das razões pelas quais eu queria fazer isso era que a personagem parecia tão formada, e o que foi realmente atencioso de Neil e Alan (Heinberg) é que eles enviaram o roteiro para mim, mas não me disseram quem era a personagem. Então eu não sabia que era Constantine quando li. Então formei meus próprios pensamentos sobre quem era essa pessoa sem ter nenhuma pré concepção sobre Constantine antes, o que foi muito inteligente. Mas sim, Neil me contou.

E é algo que ele gostaria de fazer?
Sim, ele e Alan estão realmente por trás disso. Eles parecem pensar que seria uma boa ideia.

E você teve alguma notícia sobre uma segunda temporada sendo encomendada?
Eu não tenho. Eu sei que as negociações estão acontecendo no momento, mas eu tenho estado bem fora da grade no deserto do Arizona.

Você acha que é uma coincidência que logo após o lançamento de Sandman, a Warner Bros confirmou a sequência do filme Constantine com Keanu Reeves.
Eu não poderia comentar, mas Constantine em suas muitas formas parece estar voltando. Eu adoraria levar o crédito por isso!

Como é estar relacionado com Keanu Reeves e também assumir o lugar de Keanu Reeves?
Eu tenho gostado disso. Na verdade, tenho andado por aí dizendo que sou basicamente Keanu Reeves.

Você está estrelando Klokkenluider, que está tendo sua estreia mundial no Festival de Cinema de Londres. Do trailer, parece um pouco maluco. Você pode descreve-lo?
É totalmente doido. Na verdade, acabei de assistir no trem, e absolutamente adoro comédia sombria e sou fã de Ben Wheatley, que produziu isso. Tem uma sensação muito enervante, claustrofóbica e desequilibrada. Você tem uma sensação de desconforto o tempo todo enquanto assiste, mas a comédia feita sobre isso leva você em uma direção tão diferente. A escrita de Neil (Maskell) é tão afiada e hilária, então o tempo todo você tem essa sensação assustadora de pavor. Eu tenho que dizer, Tom Burke e Roger Evans são absolutamente hilários, e foi um daqueles trabalhos em que fizemos muitos takes e improvisamos, e vê-los como uma dupla de comédia, com esses tons sombrios, foi brilhante.

A última vez que vi Neil, ele estava cortando dedos do absolutamente brutal Bull. Isso não soa remotamente tão sangrento.
Não, definitivamente não é tão sangrento. É um thriller de comédia que meio que envia você em uma direção diferente e, em seguida, a comédia faz você se sentir acomodado por um segundo e, em seguida, é rebaixada e ela muda. É muito sobre levar o público a uma falsa sensação de segurança. É muito imprevisível.

Você obviamente tem feito muita TV ao longo dos anos. Este é o seu primeiro papel no cinema em algum tempo?
Sim, já faz um bom tempo. Eu tive um período em que estava trabalhando em Doctor Who e três semanas depois fui direto para Victoria, e depois uma peça, e depois The Serpent, que era uma série muito demorada, e então Klokkenluider foi um dos primeiros roteiros que li no lockdown e foi uma filmagem no lockdown que fizemos. Parecia alegre fazer de tantas maneiras. Foi feito com tão pouco dinheiro também. O que todos nós precisávamos era morar juntos nesta grande casa e ter três semanas para filmar, literalmente mandando pessoas para fazer compras porque não podíamos sair. Parecia um verdadeiro trabalho de amor para fazê-lo. E Neil foi ótimo. Você podia ver que ele estava em seu elemento para seu primeiro filme.

E foi bom fazer uma pausa na TV? Você gostaria de fazer mais filmes?
Sim, eu adoraria entrar mais no mundo do cinema independente. Especialmente tendo feito alguns trabalhos longos e a beleza de algo mais autoral, você entra nesse mundo e não é um compromisso tão grande. Mas o fato é que agora existem muitos bons roteiros na TV também.

Você mencionou Doctor Who. Já faz alguns anos desde que você esteve na TARDIS, mas você ainda verifica todas as coisas Whovian e está animada com o reinado de Ncuti Gatwa?
Sim, muito animada. E, obviamente, para ver Russell T. Davies de volta no comando. Eu ainda falo com Matt (Smith) e Peter (Capaldi). Recebi uma mensagem muito legal de Steven (Moffat) outro dia dizendo que fez 10 anos desde que eu atuei na série, o que foi aterrorizante. Mas sim, é muito parecido com uma família. Eu sinto que é um daqueles trabalhos que nunca te deixa.

Jenna Coleman dá dicas de beleza, autocuidado e o que dar de presente de Natal
22.12.2021
postado por JCBR
Em recente entrevista ao site SHEERLUXE, Jenna Coleman diz estar ansiosa para a estreia de The Sandman e Klokkenluider, e dá dicas de beleza e autocuidado. Confira:

Um café festivo com… Jenna Coleman

Mais conhecida por Victoria, The Cry e The Serpent, a estrela da atriz britânica Jenna Coleman continua a crescer. Tendo participado do anúncio de Natal Boots este ano, nos sentamos com ela para conversar sobre as tradições festivas, itens de beleza favoritos e o que está por vir em 2022…

Olá Jenna — conte-nos sobre seus planos para o Natal este ano…
O Natal é uma época que sempre passo com minha família — eles são de Blackpool, então eu normalmente volto para lá, e temos muitas pessoas por perto durante o período festivo. Costumo passar a véspera de Natal apenas com minha mãe e meu pai, embrulhando presentes e bebendo Bailey’s. Tornou-se um pouco tradicional. Então, na manhã de Natal — eu realmente não sei se isso conta como tradição em si — mas um de nós geralmente é forçado a ligar para meu irmão e dizer a ele para se apressar e vir ajudar. Minha mãe é quem cozinha o almoço de Natal, mas meu pai e eu ajudamos — meu pai ajuda com o peru e eu com os acompanhamentos.

Com o que você está mais ansiosa para o feriado?
Estou ansiosa para desacelerar um pouco novamente. Desde que saímos do lockdown no início deste ano, muitas pessoas pegaram o jeito das coisas de novo e o mundo parecia girar muito mais rápido. Meus pais moram bem à beira-mar, então estou ansiosa para os passeios em família e assistir filmes. Também passo muito tempo com minha avó no Natal. Eu realmente espero que tudo corra conforme planejado.

Você é o tipo de garota que usa roupas mais ou menos elegantes no dia de Natal?
Estou literalmente fazendo as malas enquanto conversamos e este ano, tenho um vestido Simone Rocha incrível que quero usar no grande dia. Eu amo sua estética — é tão festiva. E muitos acessórios de veludo — laços de cabelo e sapatilhas brilhantes sempre parecem muito tradicionais e unem todos os looks. Todos nós aprendemos a ficar mais confortáveis em casa quando estamos nos divertindo, não é? Além de animar até os mais simples jantares em casa, encontros noturnos, drinks com os amigos. Acho que é algo que veio para ficar.

Conte-nos um pouco mais sobre o comercial de Natal da Boots no qual você está envolvida…
Foi apresentado para mim como um livro de histórias e a vibração de conto de fadas ou Mary Poppins moderna realmente me atraiu. Tom Hooper [Les Misérables] também estava ligado a ele como diretor e então ele me explicou algumas ideias, incluindo a mensagem central de ‘Bags Of Joy’ e o verdadeiro significado do Natal sendo sobre o presente de doar. Queríamos contar essa história de uma forma mágica, excêntrica e muito britânica. O resultado final é uma espécie de curta-metragem em miniatura.

Para quem está fazendo compras de Natal de última hora, quais presentes você recomendaria?
Essa definitivamente sou eu. Honestamente, se você está realmente sem ideias, nada se compara a um voucher da Boots. Dessa forma, seus entes queridos podem usar para comprar todos os tipos de coisas e você está essencialmente dizendo a eles: “Aproveite, é por minha conta.” Estou comprando tudo no último minuto este ano, desculpem a todos que receberem um voucher por e-mail! Mas, com toda a seriedade, existem tantos produtos bons disponíveis na Boots.com.

Falando nisso — quais são alguns de seus itens favoritos de beleza nesta época do ano?
Deve ser um lábio vermelho, não é? Chanel fez alguns dos meus vermelhos favoritos. Eu também adoro Tom Ford Eye Quads — qualquer coisa em tons ou texturas quentes, marrons ou chocolate tem o meu voto. Eu sou uma grande fã de um olho esfumado clássico. Quanto à minha pele, Laura Mercier faz os melhores produtos básicos que existem. Sua paleta de corretivo de
camuflagem é a parte mais importante na minha bolsa de maquiagem. Acho que, quando uso, não preciso de tanta base — apenas aplico nas áreas que preciso e faz toda a diferença. Nós a usamos muito no set de Victoria — as pessoas podem se surpreender ao saber que a maquiagem não era tão pesada, além disso, esta realmente se parece com a sua pele natural.

E quanto ao seu cabelo — algum produto favorito?
Na verdade, sou a pessoa mais preguiçosa com meu cabelo. Eu sempre uso shampoo e condicionador Kérastase e deixo secar ao vento. Eu então uso o Dyson Air Wrap na raiz do meu cabelo apenas para dar um pequeno impulso. É melhor porque você não está usando muito calor em todo o seu cabelo e causando danos. Passei por um período de recuperação do meu cabelo depois de The Cry, quando o pintei de loiro, e um cabeleireiro me recomendou a Máscara Capilar Kérastase Resistance Masque Force Architecte se você usá-la regularmente, é maravilhoso para protegê-lo.

Esta época do ano pode ser muito estressante — alguma dica de autocuidado que você gostaria de compartilhar?
Honestamente, isso é tão simples — e grátis — mas recentemente comecei a tomar banhos quentes e frios pela manhã. Você toma seu banho normal em sua temperatura normal e depois se lava com água fria no final. Faz você se sentir tão fresca e saudável — é tão bom para o seu sistema linfático e realmente aparece na sua pele. Além disso, me dá uma mente limpa para ser capaz de enfrentar o dia. É muito fácil se sentir letárgico e pra baixo nesta época do ano, mas este é um ótimo remédio — confie em mim.

Qual é a sua relação com os exercícios agora?
Durante a pandemia, eu realmente fiquei entusiasmada com ‘The Class with Taryn Toomey’. Eu adoro isso — é uma combinação de meditação, cardio e condicionamento corporal. Você se sente incrível depois. É um dos únicos exercícios que eu acho que faz tanto esforço para combinar saúde mental e física em um.

Alguma dica para parecer menos cansado quando estiver com as baterias baixas?
Eu adoro colocar gelo no meu rosto pela manhã — aqueles globos de gelo que estão por toda parte agora são tão bons. Também sou religiosa quanto ao uso de vitamina C no rosto — SkinCeuticals é um excelente soro — e tomá-lo em forma de suplemento para combater qualquer problema ou resfriado. Também adoro os cuidados com a pele Biologique Recherche, embora seja definitivamente um investimento.

Você tem planos para a véspera de ano novo?
O Ano Novo é engraçado, não é? Acho que nunca realmente o entendi. Você meio que sente que está perdendo por não sair, mas às vezes você só gostaria de estar em casa. Eu nunca quero acordar no dia de ano novo com uma ressaca. Quero me sentir pronta para os próximos 12 meses. Se você quer se vestir um pouco mais — mesmo que seja só em casa — é mais uma oportunidade de ser experimental, não é? Se estou me sentindo corajosa, gosto de apostar nos anos 60. Recentemente, uma amiga minha usou um delineador kohl para imitar a aparência de fios de cílios reais sob sua linha d’água. Era muito Twiggy — talvez eu roube esse visual este ano.

Você está fazendo alguma resolução para 2022?
Estou tentando melhorar em não me atrasar. Eu também sou uma moça das malas — arrastando várias coisas de uma vez e lotando minha agenda. Eu sou uma daquelas pessoas que empurra tudo e perde coisas o tempo todo. Na verdade, li este livro fenomenal recentemente — Ikigai: O segredo japonês para uma vida longa e feliz. A mensagem é que não é realmente tão saudável ou bom para você realizar várias tarefas. É melhor você se concentrar em uma coisa de cada vez. Vou tentar abraçar essa filosofia um pouco mais no próximo ano. Um ritual matinal também é algo que eu realmente gostaria de cultivar.

Você está planejando assistir algo bom na TV nas férias de Natal?
Ainda não assisti ao último episódio de Succession, então estou animada com isso. E Landscapers com Olivia Colman e David Thewlis. Eu ouvi que é brilhante. A Very British Scandal sairá em breve e não posso recomendar Belfast o suficiente. Foi um filme tão lindo. Oh! E Spencer — ainda não consegui ver — e The French Dispatch de Wes Anderson. Eu realmente quero saber o que perdi no National Theatre também. Eles colocaram mais de suas peças em seu serviço de streaming, NT Live, incluindo Antony & Cleopatra com Ralph Fiennes. Se pudermos ir ao teatro, estou desesperada para ver Cabaret com Jessie Buckley e Eddie Redmayne.

Por fim, quais são algumas das principais reflexões que você está levando do ano passado?
Lidar com adversidades. Todos nós aprendemos como a vida pode ser imprevisível — não vale a pena ficar muito estressado com isso. Você tem que saber se adaptar. Os últimos dois anos foram um verdadeiro batismo de fogo nesse respeito. Você não pode esperar — esteja preparado para abraçar a mudança. No próximo ano, estou ansiosa para o lançamento de The Sandman e Klokkenluider, que significa ‘denunciante’ em holandês. Ambos serão lançados no início do próximo ano.